Pagode Agora Disgrama CentralDez SalvadorDez Docão News

Adolescentes que gravaram tortura a rival na Fazenda Grande são apreendidas

Trio agrediu menina de 14 anos por ciúmes

01 de Dezembro de 2012
Adolescentes que gravaram tortura a rival na Fazenda Grande são apreendidas

Três adolescentes de 14, 15 e 17 anos que aparecem em um vídeo postado na internet espancando e torturando uma garota de 14 anos, dentro de uma casa no bairro Fazenda Grande do Retiro, serão apresentadas ao Ministério Público nesta sexta-feira (30) pela delegada Claudenice Mayo, titular da DAI (Delegacia Para o Adolescente Infrator). 

As agressoras confessaram o crime, que aconteceu no início da manhã de segunda-feira (26), depois que duas delas presenciaram uma cena de sexo entre a vítima e o namorado da amiga de 15 anos, conhecido como Júnior.

Segundo a delegada, as agressoras vão responder por lesão corporal, tortura e constrangimento, devendo a promotoria representar pela internação provisória das três. As imagens da agressão, mostrando a vítima despida sendo espancada e tendo os cabelos cortados com uma faca, foram gravadas num telefone celular e copiadas por outra adolescente, de 17 anos, que não participou do crime. 

Sem o conhecimento das três agressoras, ela divulgou o vídeo, cuja exibição deverá ser proibida pelo Ministério Público.

Conduzidas para a DAI, no final da tarde de quinta-feira (29), por uma equipe da 4ª Delegacia Territorial (DT/São Caetano), as adolescentes envolvidas no espancamento relataram detalhes do crime para a delegada Claudenice Mayo, que já colheu o depoimento da vítima. A delegada também ouvirá a responsável pela divulgação do vídeo e familiares das garotas, além de Júnior.

Briga

Depois de saírem de uma festa no bairro de Fazenda Grande, a vítima e as agressoras foram até a casa de Júnior, com o pretexto de esperar o efeito da bebida alcoólica passar para voltarem para casa. Júnior teria, durante a madrugada, mantido relações sexuais com a vítima das agressões.

Na manhã da segunda-feira (26), duas das agressoras telefonaram para a namorada de Júnior, informando que o rapaz tinha "dormido" com outra mulher. Então, elas resolveram atrair a vítima e cometer as agressões. Depois de duas horas de tortura, a vítima foi levada por uma delas à casa dos pais, onde disseram que a filha teria sido sequestrada e agredida por um grupo de homens e libertada pelas amigas.

Com medo de novas agressões, a menina manteve-se calada. No entanto, uma pessoa do bairro viu o vídeo e avisou aos pais da vítima, que foram à 4ª DT registrar a ocorrência, encaminhada, nesta quinta, para a DAI, em Brotas.

Fonte: Metro1
O que você procura?